quinta-feira, 28 de abril de 2011

Atualização do blog.

Amigos,eu passei alguns dias sem atualizar esse blog,pois como todo ser humano,venho passando por alguns problemas,que tem me deixado um pouco desmotivado e sentindo o peso dos problemas.

Em certos momentos,já cheguei a pensar em jogar tudo para o alto e ir,lá para a minha caatinga,levar minha vidinha simples,sem ter preoculpações com trabalho,compromissos...,essas coisas que nos rodeiam diariamente.

Mas o que me falta é acreditar mais em mim,e seguir em frente,acreditando em meus sonhos,pois eles tem tudo para se tornarem realidade;e não existe nada melhor que estar em paz consigo mesmo e com os que o rodeiam,espero que em breve eu leve adiante sonhos quer ficaram esquecidos,pelos problemas da vida e que são muito importantes para mim...


Inté mais ver.

domingo, 3 de abril de 2011

Apicultura/Meliponicultura,no semiárido nordestino.

Nosso nordeste precisa de política públicas,voltadas para a realidade local,pois temos nossas particularidades:clima semiárido,águas subterrâneas salobras(impróprias para o consumo humano)na sua grande maioria;população rural acostumada com a agricultura de subsistência,pouca qualificação profissional,etc.

Diante desses fatos,para conseguirmos sobreviver de forma digna,na caatinga nordestina,temos que ter coragem,criatividade,apoio dos órgãos públicos e inovação.

Não adianta se praticar a pecuária,se não fazemos silagem,se não plantamos palma forrageira,se não escolhemos animais mais adaptados ao clima, e aos poucos recursos de pastagem.

Como falei na última postagem,a caprinovinocultura é uma ótima alternativa para pequenos produtores,pois esses animais são bem resistentes e se adaptaram bem aos regimes de estiagem,que ocorrem com frequência por aqui.

Outra alternativa,que eu considero talvez,a melhor alternativa econômica e de sustentabilidade, para o homem que vive na caatinga,é a apicultura/meliponicultura.

Apicultura é a criação racional de abelhas do gênero ápis mellífera(africanizada),que é ótima produtora de mel,podendo produzir 40,50 litros de mel,por ano.
Meliponiculturaé a criação racional de abelhas nativas/abelhas indígenas ou abelhas sem ferrão.

Essas duas atividades,além de serem economicamente viáveis,são criações que fazem muito bem para a natureza,pois com essas criações,o homem da caatinga vai se ver "obrigado" a preservar a mata,pois só assim poderá ter uma produção de mel satisfatória,uma vez que as abelhas produzem o mel,apartir do néctar das flores,e se não há mata,não há flores,e se não há flores,não há mel.

A escolha entre apicultura ou meliponicultura,vai depender de alguns fatores,mas principalmente da vontade do futuro produtor.

A apicultura exige um volume de investimento,maior,pois os equipamentos usados no manejo com as abelhas,são caros;mas se for bem manejado,com técnicas modernas de criação,esse investimento pode ser amortizado já na primeira ou segunda colheita do mel.
Claro que além de produzir mel,as abelhas também produzem pólen e própolis,que estão muitos procurados e valorizados nos dias atuais.Portanto,esse setor deveria ser mais divulgado e apoiado,por todo esse interior nordestino.

A meliponicultura,é uma das minhas paixões,embora não seja negócio,pois crio abelhas nativas apenas de forma concervacionista,sem ter nenhum retorno financeiro,com essa atividade,mas me sinto recompensado em poder ajudar na preservação de algumas espécies, que já se encontram em avançado estado de extinção.

O mel das abelhas nativas é muito valorizado e procurado por pessoas,que querem consumir alimentos mais saudáveis e naturais.

Essse mel possui propriedades medicinais,e é usado à muitos anos por pessoas que precisam fortaleçer seu organismo e aumentar suas defesas naturais.

Espero ainda ver,por essa minha caatinga querida,as abelhas nativas preservadas e a mata sendo tratada com respeito e tendo o cuidado e o zêlo necessários.

Inté mais ver.